10 Fatos do Ciclismo de Longa Distância

Sem desvios, vamos direto ao ponto:

  1. Por mais que você se prepare, nunca estará “pronto”
    Mesmo que você tenha muita experiência e capacidade física, as variáveis são muitas: desde uma indigestão por conta de algo que você não está acostumado a comer até uma queda por desatenção ou sono. O melhor caminho que segui nesses anos sempre foi o de me preparar para o pior, esperando o melhor… então relaxe;
  2. Nem distância, nem altimetria o grande desafio é “vencer a natureza”
    Quem vê somente os números medidos no GPS não faz ideia do que é pedalar dias sob condições extremas de temperatura, vento ou chuva. O clima fará com que você use um arsenal de tecnologias as quais irão te fazer rodar com uma bicicleta pesada e nada aerodinâmica, esses dados obviamente não aparecem na sua conta do Strava;
  3. O sono é o seu pior inimigo, aprenda como “dormir bem”
    Falta de atenção no transito leva a acidentes, os quais podem causar a morte. O sono é, sem dúvidas, o perigo silencioso que ronda o ciclista. Aprenda desde sua rotina de treinos a dormir bem, cuide da sua recuperação. De nada adianta fazer “banco de horas” na véspera da prova para pedalar 30 horas sem dormir e cair da bicicleta perto da linha de chegada;
  4. Não pedale pelos outros, mas principalmente “não se importe com críticas”
    A motivação é ponto fundamental para o sucesso assim como o ciclismo de longa distância é um esporte para poucos. Então se você acha ruim passar horas sobre a bicicleta vou te contar uma verdade dura: há uma enorme variedade de outros esportes e atividades para você praticar. Seja feliz! Se você curte mesmo esse esporte, usará seu tempo para estar se aprimorando. As críticas construtivas estão a muitos quilômetros à frente… pense nisso!
  5. Autossuficiência é importante, mas considere “ser ajudado”
    Muito difundido entre os praticantes de Randonnée/Audax, ser autossuficiente é algo que todo ciclista deveria buscar. Porém se considerar 100% autossuficiente é errado e pode te privar de concluir alguns desafios. Tenha sempre em mão um plano B, como utilizar os recursos da prova que você está participando, ou mesmo pesquisar o que há na estrada para auxiliar a pedalar com mais segurança. Existem muitas maneiras de você “provar” que é capaz;
  6. Do hotel ao chão, do restaurante à fome, prepare-se para “altos e baixos”
    Mesmo que o evento que você planeja pedalar (ou rota que defina pedalar sozinho) seja bem estruturado e cheio de Pontos de Controle repletos de luxo, não há como prever tudo, especialmente o desgaste físico que você vai ter no trajeto. O sono e a fome/sede são implacáveis, prepare-se para dormir em qualquer lugar, comer e beber o que encontrar, se tiver sorte! Ainda há um ponto polêmico aí: a estrutura que você que vai ter versus a realidade de pedalar evento com muitos ciclistas;
  7. Trabalho duro é importante, mas “disciplina é fundamental”
    Qualquer um entende que a distância não será percorrida sem esforço físico, mas conheço muitas pessoas com músculos preparados que não conseguem transpor longas distâncias. O corpo humano sofre um desgaste profundo, podendo te levar a desistir de diversas formas. A disciplina aliada ao autoconhecimento são fundamentais para ajudar a prevenir e contornar problemas, que invariavelmente vão aparecer;
  8. Não se compare, se “inspire”
    Acostume-se com a ideia que “ser o melhor” é algo bem relativo, além de fugaz. Sempre haverá alguém melhor que você em algum aspecto então ao invés de procurar desculpas, encontre motivos para seguir evoluindo. Ter metas é importante mas sempre mantenha a motivação com pequenas coisas… um pedal sem compromisso faz bem ao espírito e ajuda a relembrar que nem toda grandeza é medida em números;
  9. É um esporte encantador, mas é um “poço sem fundo”
    Esteja certo de viver grandes aventuras e ter muitas histórias interessantes para contar. É comum ouvir que os lugares que você pedalou nunca irá esquecer. Mas não se engane: quanto maior a paixão maior será o envolvimento de tempo e dinheiro. Viagens, alimentação, manutenção da bicicleta, rotinas longas de treinamento podem fazer com que tenha problemas em seus relacionamentos e na sua conta bancária. O caminho não precisa ser uma linha reta, use o bom senso;
  10. Meu corpo é o meu templo, portanto leve a sua “saúde à sério”
    Lesões no esporte são quase inevitáveis, sem falar em alguns pequenos acidentes. Uma rotina de check-ups rotineiros são básicos para que você construa uma relação positiva com qualquer esporte. Seu corpo pode ser um aliado ou um inimigo silencioso, seja previdente e vá ao médico!

Estejam certos que grandes feitos tem seu inicio em pequenas e sinceras atitudes, não importa o esporte que você escolheu praticar, faça para você mesmo com dedicação e tudo encontrará o seu caminho certo.

Grande abraço a todos!

 

 

Inspirado por Angie Across America
Foto: Cyclingtips.com

Anúncios

6 comentários em “10 Fatos do Ciclismo de Longa Distância”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s